Imprimir

CPFL Energia publica Relatório Anual de 2016 com destaques no campo da sustentabilidade

CPFL Energia publica Relatório Anual de 2016 com destaques no campo da sustentabilidade

Publicado no formato do Relato Integrado, o documento reporta os projetos e os resultados conquistados aos seus stakeholders

 

Fonte: Grupo CPFL Energia - 05/04/2017

Campinas, 5 de abril de 2017 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, divulgou hoje ao mercado o Relatório Anual 2016, com o objetivo de reportar aos stakeholders as ações e os resultados alcançados pelo Grupo sob as óticas econômico-financeira e socioambiental dos seus negócios. A exemplo dos últimos anos, o material foi elaborado conforme a metodologia do Relato Integrado, desenvolvida pelo International Integrated Reporting Council (IIRC).

 

O Relatório Anual é uma das principais ferramentas de gestão do Grupo no campo da sustentabilidade, junto com a Plataforma de Sustentabilidade e com o Comitê de Sustentabilidade. O compromisso da CPFL Energia com o assunto tem sido objeto de reconhecimento em diversos fóruns nacionais e internacionais, inclusive pelo mercado de capitais. As ações do Grupo estão há cinco anos consecutivos no Dow Jones Sustainability Emerging Markets Index, da Bolsa de Nova York, sendo a oitava elétrica mais sustentável do mundo e a primeira fora da Europa.

 

“Com o Relatório Anual, consolidamos um pensamento sistêmico para a gestão dos nossos negócios, articulando um sólido modelo de governança em sustentabilidade, em linha com as transformações do setor elétrico mundial e com as mudanças em curso na sociedade”, afirma o vice-presidente Jurídico e de Relações Institucionais da CPFL Energia, Luiz Eduardo Osorio.

 

Para elaborar o material, que consolida as informações das empresas controladas do Grupo entre 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016 (exceto a RGE Sul, cuja aquisição foi concluída em novembro de 2016), a Diretoria de Sustentabilidade do Grupo entrevistou 17 executivos da empresa, entre diretores, vice-presidentes e o presidente Andre Dorf. Em paralelo à construção da visão mais ampla sobre a atuação do Grupo no ano em que passou, desenvolveu-se também o processo de coleta de informações e dados internos para elaboração do documento.

 

As informações no Relatório Anual 2016 estão organizadas com base no conceito de capitais: humano, social e de relacionamento, de infraestrutura, de conhecimento e competências, natural e financeiro. Para cada tema, o Relatório apresenta um conjunto de informações, detalhando as atividades, os seus impactos e a criação de valor proporcionada. O documento também discorre sobre o contexto atual do setor elétrico e a estrutura da governança corporativa do Grupo.

 

Além de aplicar a metodologia do Relato Integrado, o Relatório Anual 2016 também incorpora as diretrizes do Global Reporting Initiative (GRI) e os princípios do Pacto Global das Nações Unidas. O documento completo pode ser acessado pelo site www.cpfl.com.br/relatorioanual.

 

Destaques do Relatório Anual 2016

 

Capital Humano

 

  • O Grupo encerrou 2016 com 10,195 mil colaboradores, sendo 22% mulheres e 78% homens. Com a RGE Sul, o número total de colaboradores é de 12,87 mil;

 

  • A rotatividade foi de 17,80% (19,90% em 2015);

 

  • 32% dos colaboradores estão com menos de 30 anos.

 

Capital de Conhecimento e Competências

 

  • R$ 20,2 milhões investidos em Pesquisa e Desenvolvimento em 2016;

 

  • Remodelação do pipeline de inovação da CPFL contou com a participação de um grupo de alunos da Universidade de Cambridge.

 

Capital Social e de Relacionamento

 

  • 4,592 mil fornecedores. Destes, 107 são estratégicos (mais de 80% dos custos) e 53 críticos (além de estratégicos, com risco operacional e/ou reputacional);

 

  • 9,224 milhões de clientes;

 

  • R$ 870 mil investido no programa de Revitalização dos Hospitais Filantrópicos, com atendimento de 20 hospitais das regiões de Barretos e Marilia.

 

Capital Natural

 

  • Consumo de energia pela CPFL Energia: 68.602.304,9 GJ;

 

  • Consumo de água nas sedes: 160.845 m³;

 

  • Consumo de energia elétrica: 4.641,2 GWh;

 

  • Emissão de Gases de Efeito Estufa - Escopo 1 (emissões diretas): 231 mil tCO2e;

 

  • Emissão de Gases de Efeito Estufa - Escopo 2 (consumo próprio de energia): 381 mil tCO2e;

 

  • Geração de resíduos Classe 1: 105,77 toneladas;

 

  • Área inundada: 92,644 km²;

 

  • Em 2016, os investimentos em meio ambiente totalizaram R$ 132,37 milhões.

 

Capital de Infraestrutura

 

Geração

 

  • Convencional: 8 Usinas Hidrelétricas, 2 Usinas Térmicas (2.199 MW de capacidade instalada)

 

  • Renovável: 43 parques eólicos, 39 PCHs, 8 usinas termelétricas a biomassa e 1 usina solar (1.060 MW de capacidade instalada – participação CPFL)

 

  • Energia assegurada: 14.188 GWh

 

  • Energia gerada: 15.713 GWh

 

Distribuição:

 

  • Redes de distribuição: 315,538 mil km

 

  • Transformadores de distribuição: 450,247 mil

 

  • Linhas de distribuição de alta tensão entre 34,5 kV e 138 kV: 12,181 km mil

 

  • Subestações de distribuição: 523

 

  • Capacidade total de transformação: 17,316 mil MVA

 

Capital Financeiro

 

  • Receita operacional líquida: R$ 19,112 bilhões

 

  • Lucro líquido: R$ 879 milhões

 

  • EBITDA: R$ 4,126 bilhões

 

 

Sobre a CPFL Energia

 

A CPFL Energia, há 104 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior companhia de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

 

Com 14,3% de participação, a CPFL Energia é líder no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

 

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Considerando a participação acionária na CPFL Renováveis, maior empresa de geração da América Latina a partir de fontes alternativas de energia, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 3.258 MW, no final do ano de 2016. 

 

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além de participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets. Pelo 12º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.